Primeira exposição virtual do Espaço Cultural STJ mostra Brasília nas aquarelas de Fernando Rabuja


​​​​​A pandemia obriga as pessoas a se reinventarem a todo momento. Com a imposição do distanciamento social, várias atividades presenciais precisaram ser revistas e adequadas à nova realidade. A Coordenadoria de Memória e Cultura (Cult) – unidade da Secretaria de Documentação do Superior Tribunal de Justiça –, habituada a promover a arte e a cultura no âmbito da corte, lança pela primeira vez uma exposição virtual.

Em parceria com o Estúdio Fotográfico da Coordenadoria de Imprensa e Conteúdo – unidade da Secretaria de Comunicação Social –, a Cult disponibilizou, na área de exposições do Flickr do STJ, as principais obras do aquarelista Fernando Rabuja, que revelam a capital federal de forma marcante. A primeira mostra virtual – Brasília, 60 Anos de Céu e Luz! – passa a ser um marco na história da unidade, que sempre trabalhou com eventos presenciais.​​​​​​​​​


Projetada por Oscar Niemeyer, a Igreja Nossa Senhora de Fátima – conhecida como Igrejinha –, na Asa Sul de Brasília, é tema de uma das obras da exposição de Fernando Rabuja.​

Para o presidente do STJ, ministro Humberto Martins, "como Tribunal da Cidadania, a corte sempre foi grande incentivadora da arte e da c​ultura, por meio de várias ações coordenadas pela Cult. É com grande satisfação que lançamos a nossa primeira exposição virtual, para que o público conheça um pouco mais das obras desse grande artista, Fernando Rabuja, que mostra a beleza da capital federal, que é de todos os brasileiros, como é o STJ".

O coordenador da Cult, Jaime Cipriani, comemora a novidade, que pretende manter para as próximas exposições. "Atenta às exigências dos novos tempos, a atuação cultural do STJ continua sintonizada não só com os ditames constitucio​nais e os anseios da sociedad​​e, mas também com a tecnologia", destacou. Segundo ele, a cultura é um grande portal de inclusão social, que, a um só tempo, "torna as pessoas beneficiárias de riquezas intelectuais e materiais da humanidade, mas também as desafia a dividir e a partilhar suas próprias riquezas e conhecimentos".​​

Céu de Bras​​ília

A Cult realizou mais de 170 exposições desde a sua criação, contemplando artistas de várias partes do país e do exterior, como o colombiano Pablo Manrique, o brasileiro radicado na Itália Felipe Salsano e o brasiliense Fernando Rabuja – que está em cartaz na galeria do Espaço Cultural STJ, fisicamente, e, a partir desta quinta-feira (10), também virtualmente, por meio do Flickr institucional. Para conhecer as obras de Rabuja, clique aqui.

A capital tem sido tema de diversos trabalhos do artista, que, a cada exposição, traz a cidade sob uma nova perspectiva, retratando prédios públicos, pessoas e seus cotidianos, marinas do Lago Paranoá, entre outros insights. Nesta mostra, Rabuja apresenta pinturas que traduzem a beleza do céu de Brasília e ainda faz uma homenagem aos 60 anos da cidade.

Posted in Notícias - Caposoli Advocacia.